quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

44. 85ª. São Silvestre

Local: Av. Paulista - MASP - São Paulo
Data: 31/12/09 - 16h45min - 29ºC Sol
Numeral: 12728 - Peso: 82 kg


















Resultados:
 15 km em 01:29:17 pace 05:57 min/km

Largada bonita com a música "Carruagem de Fogo". Minha segunda participação nessa inebriante festa do esporte, da vida. Com cuidado vou pela margem direita da Av. Paulista, quando praticamente paro para receber a torcida da Leiliane e sair bem na foto (rs). Uma multidão em movimento te empurra pra frente e os paces giram abaixo do meu programado de 6'. Os primeiros, acompanhado por João, Gerson e a Vanderléia, fecho abaixo de 5'. Mas a partir do 7 km iniciou uma briga pessoal para não deixar o 6' estabelecer no 6'30". Na altura do 10 km cheguei a marcar pace de 6'37". Na subida da Brigadeiro, muito cansaço e uma vontade imensa de fazer como diversos atletas correr/caminhar/correr/caminhar... mas sem esmorecer mantenho a toada e subo correndo. Adentro a Avenida Paulista e noto que o meu planejado de sub 1h30min era possível. Empolgo-me com a torcida, abro o sprint e na adrenalina cruzo a linha de chegada. Agradecido, imensamente, a Deus pela oportunidade de estar ali correndo diante de tantas dificuldades que passei em 2009. Enfim, 01:29:17, com muita garra e persistência, 12 minutos mais rápido que na estréia em 2008.

Agradeço a companhia de todos os amigos, não só nesta prova mas durante todo o ano que corremos e treinamos. Que venha 2010, a estréia na MARATONA e muitas outras boas histórias. RESILIÊNCIA será a palavra pra voltar disciplinado aos treinos e forte nas provas. Valeu, Feliz 2010!

Percurso desafiador e bem puxado. Sinalização, segurança e hidratação excelentes. Kit-prova recheado: incluindo isotônico e medalha muito bonita. A camiseta acho que poderia ser melhor. A inscrição, cara demais e falta a opção de retirada do kit no dia da prova.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

43. 43ª Corrida Henock Reis Filho

Local: Praça Benedito Meirelles - Aparecida - SP
Data: 17/12/09 - 20h - 19ºC Chuva
Numeral: 007 - Peso: 81 kg













Resultados: 9.250m em 0:48:10 pace 05:12 min/km

Prova gratuita, noturna e no meio da semana (quinta). Logo após um monstruoso temporal largamos, sai forte para me manter motivado. Na metade da corrida fui definhando... um cansaço descomunal tomou conta de mim a ponto de não conseguir levantar as pernas e executar as passadas com eficiência. Uma sensação estranha, vontade imensa de caminhar e desistir. Mantive a marcha lenta e com uma certa noção do percurso faltante esperava pelo fim ao menos mais digno que a de 2008, ao qual terminei com 0:51:04. Reta final e nem vontade de sprintar deu, cravei com 0:48:10. Apesar da melhora fiquei chateado, não pleo tempo em si, mas pela sensação de correr desanimado. Enfim, uma prova que não curti. Valeu pelo reencontro dos  amigos e os votos de Boas Festas!

Percurso de 9,250km auferido pelo GPS dos amigos Guilherme Maio e Fábio Vilhena, o que ratifica nossa desconfiança pelos ótimos tempos. Ponto negativo pra organização que a considera de 10km. Isolamento e sinalização inexistente. Kit-prova fraco: apenas frutas. Sem medalhas, os amigos da equipe 100Juízo providenciaram nossas próprias (rs). Inscrição gratuita pela internet, porém poderiam cobrar algum valor e melhorarem o evento.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

42. 3ª Corrida StompFit

Local: Praça Guimarães – Jardim Aquarius - SJCampos
Data: 12/12/09 - 7h30min - 21ºC Chuva
Numeral: 109 - Peso: 81 kg



























Resultados: 5 km em 0:22:25 pace 04:29 min/km

Sábado de muita chuva, frio e largada bem cedo. Tem que ter disposição. Foi na verdade um treino muito bem organizado pela academia StompFit, com cara de corrida. Apenas uns quarentas corredores e dentre eles muitos amigos.  Puxado pela turma, corri forte. Muito forte. Parecia treino em pista. Busquei o máximo e fui atrás do melhor de mim. Acho que o tempo final apresenta o esforço desprendido. Exaurido fechei a prova em 22'25". Enfim, uma prova simples e engraçada, muitas risadas. 

Percurso plano de 5 voltas de 1 km na praça do bairro. Hidratação única e kit-prova: medalha e uma ótima camiseta. Organização esforçada e pessoal gente fina. 

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

41. XXVI Prova Pedestre Tremembé

Local: Praça Geraldo Costa – Tremembé - SP
Data: 06/12/09 - 9h10min - 22ºC
Numeral: 104 - Peso: 81 kg


















Resultados: 8 km em 0:40:27 pace 05:03 min/km

Pela primeira vez "viajo" sozinho pra uma prova. Desanimado quase não fui, ainda mais porque não teria nem medalhas, seriam apenas como premiação nas categorias... e talvez devido ao baixo quórum, consegui pegar uma. Segue km-to-km:

1 km - 4:47: Saio calmo, frio, lento... mas os atletas ao meu lado disparam e num esforço tento acompanhar pra não ficar muito atrás.  2 km - 4:45: Mantenho o ritmo. 3 km - 5:08: Posto hidratação. Bate uma canseira e o ritmo cai. 4 k - 5:28: O pelotão mediano ao qual me encontrava desde a largada começa a se desfazer. 5 km - 4:55: Aproveito uma descida, aperto o ritmo até uma tremenda subida, aplico a técnica e ultrapasso vários atletas. 6 km - 4:32: Mais subidas, paralelepípedos e passo mais alguns. 7 km - 4:51: Só administro o ritmo e a posição. 8 km - 5:57: Cansado, o pórtico nunca chega. acho que tem mais de 8km. Mas enfim, fim: 0:40:27. Depois de escalar quatro fortes subidas nos últimos 2k, estava destruído. Recarreguei as baterias com um gostoso lanche da tia do guerreiro Namiuti (que disparou no início e fez uma excelente prova) e fomos esperar as premiações (no correto da praça) e sorteios, no qual ganhei uma camiseta.

Percurso chatinho: subidas, paralelepípedos, muitas curvas. Sinalização eficiente, mas tinha mais de 8k. Hidratação boa. Kit-prova: apenas frutas, nada de camisetas, e medalhas apenas como premiação por categoria. Prova simples, sem chipagem e frescuras, porém boa, considerando sua gratuidade.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

40. 23ª Corrida Pedestre de Jacareí

Local: Parque da Cidade – Jacareí - São Paulo
Data: 29/11/09 - 9h30min - 21ºC Nublado/Garoa
Nro.: 685 - Peso: 81 kg
















Resultados: 7 km em 0:35:29 pace 05:04 min/km

Não sei explicar até hoje quando me perguntam: Por que é que você corre? Tantas podem ser as respostas que fica difícil elencá-las. Cada corrida estou num estado de espírito diferente e acabo, inconscientemente, elegendo uma variável. Hoje correndo em Jacareí, já mais pro final da prova, comecei a pensar em quantos lugares já corri e quantos ainda estão por vir. Acho que chegarei em MIL CORRIDAS até o final de minha vida. Com certeza algumas corridas serão mais sérias em busca de tempo e superação, mas também outras tantas serão apenas contemplativas e curtição. Hoje foi assim, e assim, deixo de lado os detalhes da prova, para deixar registrado os detalhes deste corredor que ultimamente anda mais pensativo do que esportivo. Por fim, cito Jeremias 40:1,4 "Veja, toda a terra está diante de você, vá para onde melhor parecer."




















Percurso bom, mas sem sinalização, coisa chata. Hidratação posto único e tardiamente posicionado. Kit-prova: boa camiseta e medalha, satisfatório em relação a gratuidade do evento. Organização esforçada, inclusive resolveu prontamente a não efetivação da minha inscrição. Enfim, nunca tinha ouvido falar das outras 22 edições, mas que venha a 24ª, pois essa foi muito boa.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

39. Volks Run Etapa SBCampo

Local: Fábrica Volks – São Bernardo do Campo
Data: 22/11/09 - 9h - 24ºC Nublado
Numeral: 685 - Peso: 81 kg












































Resultados10 km 0:57:43 pace 05:46 min/km

Corrida de fechamento do circuito Volks (Taubaté, Curitiba e SBCampo). Apesar de ter engordado 4 kg pós uma cirurgia de hérnia umbilical, acredito ter realizado uma boa prova. Desci juntamente com a família Narezzi e hospedamo-nos em São Vicente pra facilitar a logística e aproveitar o final de semana prolongada (feriado na sexta). Pena que choveu, mas descansamos. Segue o km-by-km:

Largada: Muitos atletas para pouco espaço. 1 km - 6:25: Todo km em forte subida, segura o ímpeto e a ansiedade. 2 km - 6:05: Sigo firme com os Narezzi's puxando. 3 km - 5:46: Posto de hidratação, tomo o único carbogel e mantenho o ritmo com o Bruno enquanto o Gerson ganha distância. 4 km - 5:02: Percurso "sobe-desce" o tempo todo. Embalados por uma descida, encostamos no Gerson. Sensação boa de correr forte. 5 km - 6:04: Mais subidas e o corpo estressado pelo exagero no 4k cobra a sua conta. Eu e o Bruno diminuímos o ritmo. Gerson abre. 6 km - 6:30: Bate um grande desânimo, vontade imensa de caminhar. 7 km - 6:24: O esforço psicológico é extremo, ritmo "tá ruim, mas tá bom". 8 km - 5:45: Pra complicar uma sequência de três fortes subidas. Busco forças e subo-as na paulada, aplicando toda a técnica. Ultrapasso inúmeros companheiros de pace. Adentro na linha de produção e reduzo para dar uma respirada e "oiada". 9 km - 5:23: Injuriado pelo péssimo desempenho até então, aproveito uma descidinha e tento forçar o ritmo. 10 km - 4:15: Adrenalina dispara e toda aquela enorme subida do 1 km vira uma deliciosa descida, amplio as passadas e dou uma força pra lei da gravidade agir. Ultrapasso dezenas de corredores e cruzo o pórtico rindo... extenuado e feliz. Não ganhei o Novo Gol sorteado, mas ganhei a certeza que posso voltar a correr bem, desde que o meu psicológico não atrapalhe o esforço de minhas pernas.

Percurso desafiador: uma montanha-russa, adentrando a produção da Volks. Sinalização e hidratação corretas. Kit-prova: bonitas camiseta e medalha, acessório mp3, revista Runner's, gatorade e frutas. Sorteio de um Novo Gol entre os concluintes e show do Skank. Mas fica minha reclamação: desnecessário separar em dias e locais diferentes a retirada do kit, complica logística.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

38. 13ª Meia Maratona Internacional RJ

Local: São Conrado até Aterro do Flamengo - RJ
Data: 06/09/09 - 9h15min - 24ºC Nublado
Numeral: 5215 - Peso: 76 kg -



































Resultado: 21. km em 2:21:02 pace 06:41 min/km

Galera animada (caravana EC Tavares de SP), final de semana com feriado na segunda e a oportunidade de, enfim, conhecer o Rio e a Leiliane com a missão de ir ao Maracanã torcer pro seu Fluminense não cair (rs). Muitos passeios, encontros com amigos corredores, inclusive com o paulistano Guilherme Maio. Depois de muito pensar em correr forte (mesmo sem os devidos treinos) ou não, questiono o quanto o tempo poderia ser meu algoz e tomo a uma decisão crucial: deixo o relógio no hotel e vou para prova totalmente desprendido de resultados. Dia de divertir-se.

São Conrado: Largada congestionada, quem for correr "por tempo" é imprescindível chegar cedo e posicionar-se à frente. Largo tranquilo, com pretensões apenas contemplativas. Forte subida da Niemeyer logo no início segura o ímpeto dos ansiosos. Leblon: Público numeroso e participativo. Alguns gritam o seu nome, impresso no numeral. Ritmo bom. Ipanema: Adentro à Av. Vieira Souto, praia de Ipanema e ops... uma paradinha para eliminar o excesso de hidratação. Ah, não resisti e pela primeira vez caminhei apenas para contemplar a natureza e agradecer a Deus. Visual deslumbrante! Copacabana: Av. Atlântica e a diversão continua. Público responde festivamente as convocações de alguns corredores. Posto 5 e um pit-stop inusitado: comprei num copo descartável uma Hidratação Refrescante de Carboidrato Líquido (chopp) e segui tomando-o... Leme: Num ritmo bem confortável o cardio-respiratório estava tranquilo, dava pra dar uma palestra. Já na parte muscular começava o desgaste pela panturrilha esquerda, de resto era só alegria. Botafogo: Pão de Açúcar à direita e Corcovado à esquerda. Bom demais correr neste trecho... e o melhor não tinha a mínima ideia de tempo. Uma experiência muito interessante. Flamengo: Ao chegar no Flamengo a galera de ponta (que não sabe brincar) já estava descansando há tempos e ainda me faltava fazer um grampo e uns 5 km. Do outro lado, uma multidão cruzando o pórtico. Psicológico vai à mil. Longínqua reta e, inteiro, acelero escolhendo e ultrapassando diversos corredores. A diversão da corrida aumenta e a sensação de ter corrido por prazer também. Cruzei o pórtico voando... a Leiliane até tentou tirar uma foto, mas naquela velocidade não daria nem pra me filmar (rs). Na foto da organização: mãos ao Alto e "obrigado Meu Deus por mais esta oportunidade.".
















Belíssima prova, a melhor e a mais linda que participei até hoje. Percurso turístico e bem interessante. Ótima participação do público. Organização e hidratação impecáveis. Faltou apenas postos de apoio com banheiros (dei meu jeito rs). Kit recheado: medalha bacana e excelente camiseta Adidas. Ótimo custo (45,00) x benefício.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

37. 3ª. Oscar Fashion Running

Local: Shopping Vale Sul - SJCampos - SP
Data: 30/08/09 -  9h - 24ºC Sol
Numeral: 1129 - Peso: 76kg






























Resultado: 10 km em 0:51:43 pace 05:10 min/km

Vou para prova com objetivo de manter o ritmo pra Meia do Rio, no final semana seguinte. Um tanto me entristece não poder praticar o esporte em sua plenitude e realmente correr pra valer, muitas coisas acontecendo e vamos levando a vida confiante confiante em dias melhores.

1 km - 04:58: No zigue-zague sigo meu amigo coelho Bruno Narezzi, menino tá voando. 2 km - 05:43: Na subida da Cidade Jardim a coisa complica, mas vou na bota. 3 km - 04:58: Ao fazer o contorno vem a descida, bela descida. 4 km - 05:11: Tiro um pouco o pé, por respeito com a segunda volta no percurso. 5 km - 05:06: Correndo com a camiseta por debaixo da regata da Vinac e de bandana, estava morrendo de calor. Na rapidez, troquei as camisetas, tirei a bandana e joguei tudo pro Gerson Narezzi na passagem dos 5k. 6 km - 05:15: Mantenho o ritmo com a meta de apertar no final. 7 km - 05:38: Subindo novamente a Cidade Jardim, desta vez mais longa, íngreme e chata... Mas, bravamente, o pace foi melhor. 8 km - 05:08: Fisgadas na panturrilha. Administro o ritmo. 9 km - 05:02: "Não sei se vou ou se fico". Não tenha a mínima motivação pra sair da minha zona de conforto, apenas corro, até que na subida pré-ACM, bate-me um desespero de acabar logo com a brincadeira e disparo. 10 km - 04:43: Nesta toada chego nos amigos Fábio Matheus e Toninho, chamo-os para o sprint e assim adentro a reta de chegada e com passadas largas realizo várias ultrapassagens. Sensacional... As corridas não existem apenas para correr... que venha a turística Meia do Rio, onde novamente irei "correr sem correr" e, sobretudo, divertir-me.

Excelente prova, tanto na estrutura como no atendimento e respeito aos atletas. Percurso novo, rápido e com duas subidas desafiadoras. Hidratação correta. Kit-prova com medalha e camiseta excelentes. Custo x benefício justo.


domingo, 23 de agosto de 2009

36. 3ª. Corrida Eugenio de Melo

Local: Distrito Eugênio de Melo - SJCampos - SP
Data: 23/08/09 - 10h - 22º C Nublado
Numeral: 303 - Peso: 76kg































Resultado: 8 km em 0:39:59 pace 05:00 min/km

Mais de um mês sem provas e treinos disciplinados, volto às corridas ansioso (até sonhei que tinha perdido a largada) em reviver as amizades e o clima esportivo. Segue km-by-km:

Pontual. Largo atrás e tranquilamente. Meta de pace de 5'15" a 5'29", mas não foi possível administrar o tempo, pois não havia as placas de marcação de kms. Adentro na marginal da Dutra, sentido HeatCraft, altura do 5 km, cansado noto que estava num ritmo mais forte do que o planejado. Reduzo, sou ultrapassado por uns dez atletas, mas tudo bem. Sigo. Na curta e íngreme subida (+/- 6,5km), pra adentrar numa longa avenida, subo forte e recupero todas as posições. Mantenho o gás e pela longa reta vou ultrapassando. Faltando uns 500m Jota Jr. retornando, motiva. Viro a esquerda e na reta de chegada, vejo no cronômetro que um sub-40 é possível. Abro o sprint e quase caindo cruzo o pórtico em frente a prefeitura do distrito. Show, excelente tempo.

Prova gratuita e bem organizada. Percurso bacana: interativo e variado. Kit-prova: lanche, barra-cereal, suco e frutas. Camiseta e medalha boas. Apenas a marcação kms praticamente inexistente.


domingo, 19 de julho de 2009

35. Corrida de Aniversário SJCampos

Local: Parque da Cidade - São José dos Campos - SP
Data: 19/07/09 - 10h - 19º Nublado
Numeral: 1384 - Peso: 76kg
















Resultados: 10 km em 0:51:30 pace 05:09 min/km

Dois anos de corridas. Recordo-me de cada passada da minha estreia em 2007. De lá pra cá muita coisa mudou, e sempre para melhor, mesmo que vagarosamente. Mas jamais posso esquecer das "coisas do Alto" e o quanto Deus é bom comigo. Segue km-by-km:

1 km - 05:28: Sem muitas pretensões eu e o Narezzi saímos tranquilo. 2 km - 05:16: Deixo-o ir, mantenho minha toada e vejo vários amigos Vinac a minha frente. Não tenho plano algum, apenas correr tranquilo. 3 km - 05:05: Posto de água e utilizo o carbogel. Inteiro, porém atrasado, estou  feliz e curtindo a prova. 4 km - 04:56: Elite já retornando pelo outro lado. Mais a frente, impressionante a quantidade amigos e conhecidos correndo. Bacana! 5 km - 07:17: Penso num possível split negativo. Aperto o ritmo. 6 km - 07:56: A esculhambação com a marcação dá uma stressada. 7 km - 02:00: Bati o recorde mundial geral. Lamentável. Placas posicionadas nos lugares errados. 8 km - 03:26: Novamente errada. Resta-me desencanar com as marcações. 9 km - 05:02: Cansaço aparece e vou administrando-o. 10 km - 05:02: Diferentemente das outras vezes, nem me empolgo em sprintar. Apenas aperto um pouco pra ultrapassar um grupinho de corredores e sair bem paisagem na foto de chegada (rs). Enfim, uma prova tranquila para rever toda a galera e não perder muito o condicionamento físico. Simples assim.

Prova gratuita e bem organizada, mas pecou na marcação dos km's (alguns longos, outros absurdamente curtos), no final ficou a sensação de ter mais de 10k. Demais: kit-prova recheado, camiseta regular e medalha muito simplória pela representatividade do evento.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

34. Corrida de Pinda 2009

Local: Praça do Quartel - Pindamonhangaba - SP
Data: 12/07/09 - 9h45min - 20º Nublado
Numeral: 4068 - Peso: 76kg































Resultados: 4.3 km em 0:19:04 pace 04:26 min/km

Duas semanas sem corridas, nem treinos e musculação. Muito repouso e antibióticos. Poupo o corpo, tiro uns dias de férias do trabalho e até de mim mesmo. Viajo pra Pinda mais pra passear e incentivar o meu irmãozinho Willian, estreante nas corridas. Segue km-by-km:

Largada: Posiciono-me na sub-elite. Estratégia: rodar abaixo de 04:50 os km's e apertar no final. 1km - 03:55: Excelente parcial. Estou forte mesmo, mas será que a marcação está correta? 2km - 03:52: Narezzi encosta e tentamos manter o ritmo forte. Chega o posto d'agua e recomendo para não pegarmos. Afinal, esta prova é um tiro. 3km - 06:13: Busco forças, alcanço o Luis Carlos e combinamos de corrermos forte. 4km - 05:02: Muitíssimo cansado, com dores laterais, mentalizo as técnicas para encarrar uma subidinha chata sem quebrar muito o ritmo. Terminada, o Luis Carlos declara fartlek e sprint para encerrar. Reta de chegada, vislumbro o final e abro forte um longo sprint. Gosto de sangue na garganta (normal segundo treinador J. Jr.) e travo o relógio com um surpreendente resultado, ainda mais considerando que a prova tinha na verdade 4,3km. Show.

Apesar de gratuita, houve queda na qualidade em relação as anteriores. Percurso mudado sem aviso, trechos com terreno ruim e marcações km's errôneas. E um certo desprezo com a prova de 4km.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

33. 2ª Unimed Run 10k

Local: Shopping Colinas - SJCampos - SP
Data: 21/06/09 - 9h - 18º Nublado
Numeral: 614 - Peso: 77 kg














Resultados: 5.6 km em 0:24:40 pace 04:24 min/km

Grande evento e muita expectativa. Melhorei muito o meu tempo, porém não como imaginava, talvez por ter pecado na alimentação ultimamente. Galera toda em constante melhora e alguns pódios nas categorias. Parabéns a todos e ao meu amigo Fábio Namiuti, que completou sua centésima prova.

1km - 3:42: Programo no relógio um fartlek de 40"fraco/1'. Largo na frente e no desespero sigo os lideres. Primeiro km um absurdo de bom2km - 4:39: Capitão Zebra encosta, motiva e passa a lição da prova: 4'/km. Diego também encosta e tento seguir o acelerado batidão. 3km - 4:50: Muita dor lateral e o ritmo cai muito. O Diego está no mesmo esquema de fartlek e vamos juntos. 4km - 4:51: Sem fôlego e com dores vejo as parciais muito acima do planejado. Acho que queimei a largada. 5km - 4:42: O Diego tá no limite e não vemos a hora de tudo acabar (rs). O Luis Carlos (nos 10km) encosta e nos motiva. Tento resgatar um pouco daquilo planejado para a prova. 600m - 1:54: É tudo ou um desmaio. Abro forte e dou um longo sprint. Aproximo da entrada do shopping e dou o sprint do sprint. Calculando somente os 600 metros finais corri num pace equivalente a 3:10 por km. Cheguei com gosto de sangue na boca e satisfação na alma.
















Uma das melhores da região, muito bem organizada e completa. Kit com duas camisetas, medalha e frutas. Percurso e hidratação ok. Parabéns aos organizadores. Ótimo custo x beneficio. 

domingo, 14 de junho de 2009

32. Volks Run Etapa Taubaté

Local: Fábrica da Volkswagen - Taubaté - SP
Data: 14/06/09 - 9h - 21º Ensolarado
Numeral: 147 - Peso: 77kg















Resultados: 10 km em 0:45:38 pace 04:34 min/km 
*Recorde Pessoal Mundial nos 10k

Grande prova na região e o momento de fazer bonito. Depois de quase 3 meses da última corrida de 10k (Gal. Salgado), duas corridas de 25k e de muito e muito treino de lá pra cá, estava ansioso para saber o que seria possível fazer num percurso plano, clima agradável e o apoio do treinador Jota Jr., ao qual dedico o excelente resultado dessa prova. Segue km-to-km:

1 km: Posicionado na linha de frente, largamos forte: eu, o Gerson e o Zebra. Kleberson (treinando forte para o IroMan) passa voando, suicidamente abandono os companheiros e vou atrás dele (rs). 2 km: Assim como no 1k não vejo a placa do 2k. Tento manter o ritmo mais forte possível. Hoje ou quebro meu recorde ou me quebro. 3 km (12:56): Retorno de uma considerável descida/subida, serve para segurar um pouco a empolgação. Bacana, toda a galera descendo pelo outro lado e me incentivando. Muito obrigado. 4 km (4:34): Feliz pela excelente parcial de 17:30. Deveria estar em 18:30, estou forte. 5 km (4:50): Muito interessante passar pela linha de produção da Volks. Tiro o pé afim de contemplar os detalhes da fábrica e também descansar um pouco, pois já sinto dores na lateral do abdômen. 6 km (5:06): As dores aumentam, fruto do ritmo forte fora da minha realidade. Tomo o carbogel. 7 km (4:48): Estou com um excelente tempo parcial e meu objetivo agora é administrar a relação ritmo x dor. 8 km (4:40): As dores diminuem um pouco e vou administrando... 9 km (4:35): Novamente adentramos a linha de produção. Desta vez, nem reparo direito e aproveito o piso + rápido para passadas + saltitadas. 10 km (4:06): Abro muito forte e logo vejo o pórtico ao longe, ultrapasso uns três corredores e me mantenho logo atrás de um grupo grande. Jota Jr. (treinador) vem e incentiva-me. Disparo forte... quase caindo, cruzo a linha e travo o cronômetro. Só depois de muito respirar e me acalmar que vejo algo inacreditável no meu relógio... tempo líquido de 0:45:38. Simplesmente dois minutos e meio abaixo que, de forma muito otimista, eu planejava. Recorde nos 10k e com uma diferença de 3'28". Sensacional!

Percurso muito bacana, passando pela produção da Volks. Sinalização correta. Hidratação mal distribuída. Kit prova com camiseta (boa), medalha, squeeze, munhequeira, revista Runner's, gatorade e frutas. Bom custo (R$ 50,00) x benefício. Premiação dinheiro para a elite e sorteio de um Gol entre os concluintes. 

sábado, 30 de maio de 2009

31. 25k na 15ª Maratona de SP

Local: Av. Roberto Marinho - Ponte Estaiada - SP
Data:
31/05/09 - 9h - 20º Nublado
Numeral: 11311 - Peso: 76 kg 




























Resultados: 25 km em 02:18:06 pace 05:31 min/km

Maratona de São Paulo com a distâncias alternativas de 10 e 25k. Pessoal da Vinac, embalado pelo Mineiro, entrou na onda e para a nossa surpresa a organização lançou uma promoção: quem participar da prova de 25k este ano e terminar, ganhará a inscrição pra Maratona 2010. Pois bem, como dizia Theodore Roosevelt: "Alguns homens nascem grandes, outros tem a grandeza imposta a eles.". Parte do desafio foi cumprida neste domingo e pode ser lido abaixo. Agora, o desafio foi imposto:  42.165 metros, em maio de 2010.

1-5k: (5:50, 5:50, 5:06, 5:25, 5:25) - Muita festa e fotos antes da largada. Posiciono-me juntamente com o Berto e o Fábio Matheus logo atrás dos maratonistas. Dada a largada o congestionamento é impactante no ritmo. O Berto participando dos 10k corre conosco até o desvio do percurso. Ficamos eu e o Fábio Matheus, numa média de 5:30 pace... segurando a empolgação. 
 6-10k: (5:21, 5:16, 5:00, 5:54, 5:54) - Com o desvio do pessoal dos 10k e os maratonistas num ritmo mais confortável, realizamos diversas ultrapassagens, tenho uma sensação boa que iremos quebrar o tempo da prova de Guará, na semana passada. A minha vontade é de disparar, mas aí o psicológico tem que ser trabalhado. É uma prova de paciência e estratégia, não de velocidade.
11-15k: (5:54, 5:29, 5:47, 5:34, 5:42) - Nos retornos encontro com alguns corredores conhecidos, equipe Vinac, Fábio Namiuti correndo a maratona, etc e tal... noto que estou bem fisicamente e o Fábio Matheus também. O calor ameça prejudicar, mas o que atrapalhou mesmo foi o vento forte contra, meio que diagonal. Não imaginava como este fator também é preponderante nas corridas.
16-20k: (5:42, 5:07, 5:39, 5:15, 5:40) - Tonicão, o aniversariante do dia, nos ultrapassa e faz a piadinha: "Esta prova separa os homens dos meninos". Ah, mexeu com quem estava quieto. Pacientemente, somos buscando-o. Fazendo algumas contas, notamos que naquela toada o tempo dificilmente seria quebrado e iniciamos um fartlek por km, conforme pode ser observado nos paces.
21-25k: (5:40, 5:08, 5:29, 5:52, 4:57) - Entramos na USP, local de chegada dos 25k e desvio do percurso dos maratonistas, o vento muito mais forte e contra atrapalhava, mas mantemos o ritmo. Enfim, ultrapassamos o nosso coelho Tonicão e a piada foi retrucada (rs). Km's finais, Fábio Matheus  aperta o ritmo e vai embora... escolho manter-me, pois o cansaço é tremendo. Acelero apenas na reta de chegada com uma sensação incrivelmente boa de satisfação. 

Foi uma prova de superação, mas também de muita amizade. Pessoas bacanas numa mesma missão, superar-se. Deixo meus parabéns aos maratonistas, ao amigo Guilherme Maio, querido por todos, e a toda comitiva Vinac. E um beijo a minha namorada, que mesmo atarefada foi me acompanhar. 

Percurso variado e bem puxado. Hidratação, sinalização e segurança excelentes. Kit prova satisfatório. Custo x beneficio alto, inscrição R$ 60,00 + gastos com a viagem. Resultados demorados (após 72h). Uma prova muito boa, mas que também poderia ser melhor.

domingo, 24 de maio de 2009

30. Longão João do Pulo 25k

Local: Bar do Mané - Guaratinguetá - SP
Data: 24/05/09 - 9h - 28ºC Sol
Numeral: 127 - 76kg






























Resultados: 25 km em 2:17:00 pace 05:29 min/km

Fui pra esse desafio (e bota desafio nisso) com os amigos Fábios: Matheus e Namiuti. Combinamos de correr num ritmo camarada, um treino de luxo pros 25k Maratona SP, prova a qual participaremos no próximo domingo. Debaixo de um sol de rachar, largamos. Nós três + 25 "loucos" e 1 mané (rs).

01-05k: Largada tranquila, porém logo a elite se perde na linha do horizonte e ficamos a nossa própria sorte. Neste momento, nada melhor que correr ao lado de pessoas amigas, com quem sabemos que podemos contar e assim foi por grande parte do percurso: eu, Fábios Matheus e Namiuti. 06-10k: Desconsidero as marcações de kms, algumas faltantes outras estranhamente posicionadas. Ligamos o piloto automático e desencanamos do tempo. Fomos revezando na liderança e na motivação... 11-15k: Solzão castigando, estrada de terra, muita pedra, pouca água, boiada interrompendo o percurso e uma nuvem de poeira a cada automóvel que transitava... " Meu Deus, o que eu estou fazendo aqui?" E, o inacreditável é que o ritmo se mantinha forte, não tinha nada de treino de luxo não, era pauleira mesmo. 16-20k: De volta ao asfalto e quando tudo parecia que iria melhorar, vislumbro uma enorme e íngreme subida... Pela falta d'agua e principalmente pela maratona dali uma semana, Namiuti poupa-se caminhando e me deixa na dura missão de buscar o Matheus que já estava no topo do morro. 21-25k: Com muito custo consigo encostar Matheus e com determinação ultrapassamos nossos coelhos, inclusive o anfitrião Mané. Imprimimos um ritmo alucinante nos km's finais até que no último km eu quebrei feio... Solidariamente, Matheus quebrou o próprio ritmo e correu comigo até cruzarmos juntos o pórtico de chegada. Valeu amigos e que venha os 25k e a maratona do Namiuti. Vamos juntos.

Percurso arrepiantemente desafiador. Sinalização e segurança amadora. Hidratação poderia ser melhor. Organização estilo Mané, um guerreiro e amante do esporte, merece todas as minhas considerações. Inscrição simbólica de R$ 10,00. Troféus e medalhas para todos. Prova heroica.


segunda-feira, 18 de maio de 2009

29. 14ª Volta da FEG

Local: Faculdade Engenharia Guaratinguetá - SP
Data: 17/05/09 - 9h - 23º C Sol
Numeral: 467 - Peso: 77kg
















Resultados: 8 km em 0:36:10 pace 04:31 min/km

Apesar dos últimos bons resultados, uma certa desmotivação vem interrompendo alguns treinos e a disciplina com a acadêmia. Talvez seja o tal do overtraining, por isso quase desisti de correr esta prova, Porém, com vaga reservada na van dos amigos da equipe 100Juízo ia pegar mal uma ausência. Ainda bem que fui, pois realizei uma ótima corrida. Km-to-km:

1 km: 4:40 - Desanimado aviso a todos: vim pra cumprir o protocolo, sem mais pretensões. Hino nacional, buzina de largada e disparo junto com o Fábio Matheus e o Namiuti. 2 km: 4:08 - Mantenho a toada com os amigos, sentindo bem sigo com o Fábio Matheus como coelho. 3 km: 5:15 - Concentro-me na subida e tento manter o Fábio Matheus no ângulo de visão. 4 km: 3:51 - Ops... sinalização errada. O solzinho começa a ficar solzão. 5 km: 4:18 - Mantenho ritmo. Contorno a rotatória retornando pra FEG. 6 km: 5:46 - O sol e o cansaço começa a castigar. Uma subida brava quebra o ritmo e me coloca no meu devido lugar: corredor-amador (rs). 7 km: 4:07 - Assustado com o pace anterior lembro que a prova está acabando, resolvo abreviar o sofrimento e disparo realizando diversas ultrapassagens e algumas interessantes re-ultrapassagens. 8 km: 4:03 - Já na FEG administro o ritmo e as posições. Faltando uns 400m, Mineiro e Loreto assistindo o resto da prova, me incentivam à uma ultrapassagem num corredor logo a minha frente. O cidadão ouviu e saiu em disparada, fui através mas não deu. Mas enfim, foi excelente tempo, ainda mais pra quem não queria nada com nada. Meu segundo melhor pace 04:31. Show!

Percurso desafiador, meio traiçoeiro com várias subidinhas falsas, mas gostei. Sinalização com falhas na precisão. Hidratação suficiente. Kit prova: café da manhã recheado, camiseta, medalha e troféus por categoria. Inscrição R$ 15,00.  Excelente custo x beneficio. Aprovado.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

28. 4ª Corrida Aniversário Caçapava

Local: Praça da Bandeira - Caçapava - SP
Data: 26/04/09 - 9h - 20º Nublado
Numeral: 364 - Peso: 77kg
















Resultado: 5 km em 0:21:54 pace 04:23 min/km
Recorde Pessoal Mundial nos 5k !

Há tempos queria correr pra "arrebentar" uma prova de 5k e estava sempre de olho na prova ideal para tal. Acordei às 4h da matina para assistir a Maratona de Londres e inspirado fui ansioso e bem acompanhado (namorada + familiares + amigos) pra Caçapava.  Fiz uma excelente prova com quebra de recorde, e pra comemorar um agradável churrasco com vitória do Corinthians. Km-to-km:

1 km: Posicionado à frente disparo na cola da sub-elite (Loreto, Márcio e Mineiro). Ritmo fortíssimo, acostumado a fazer em 4:30, fecho em 3:50 !!! 2 km: Resgato minha humildade e desacelero num fartlek 1'/1', num forte não tão forte assim. 3 km: Subida forte e preocupo em não diminuir muito o ritmo. Planos: pace de 4'30" e fechar em 13'30", porém fecho em 12'58". Sensacional. 4 km: Cansado e ofegante administro pra não diminuir. 5 km: Abro forte.  Bem antes da reta final, treinador Jota Jr. gritando e motivando... Sprinto com passadas longas (foto)... ultrapasso uma dezena de corredores e passo rasgando pela torcida que incentiva. Olho no relógio e... 21'50" no relógio. Recorde Pessoal Mundial com 40" de sobra da meta. Missão cumprida! Parabenizo meu grande Bruno Narezzi estreante nas pistas. TamuJuntos.

Percurso bom e bem sinalizado. Hidratação suficiente. Kit prova bacana. Troféus por categoria. Resultados no local. Enfim, excelente organização e custo x benefício. 

Kit prova:














segunda-feira, 6 de abril de 2009

27. 10ª Meia Maratona Corpore

Local: USP - Cidade Universitária - São Paulo
Data: 05/04/09 - 7h30min - 27º Sol
Numeral: 4532 - Peso: 78kg














Resultado: 21,1 km em 02:01:08 pace 05:44 min/km

Não é qualquer um que faz 21! Estreiar numa meia maratona tão bem organizada, terminar inteiro, realizado e 4 minutos abaixo da minha meta, foi bom demais. Valeu pelos intermináveis kms treinados, principalmente nos finais de semana. Espero um dia realizar o sonho por completo: correr uma maratona. Mas não sem antes realizar um sub-2h em uma outra meia-maratona, em breve. Obrigado a todos que me apoiaram nesta realização. Resumo da prova:

1-5 km: Caravana equipe Vinac e diversos amigos, chegamos em cima da hora. Foi estacionar e ir pra largada. Largada tranquila, muitos grupinhos de corredores atrapalhando a dispersão, fui costurando num ritmo de 5'30"/km. 6-10 km: Ritmo médio ligeiramente mais rápido que a meta (6'/km) e segurando a empolgação. Sensação boa demais. Fecho na casa dos 58' vislumbrando um possível sub-2h, se conseguir fazer o split negativo. 11-15 km: Curto a prova, a paisagem, observo os corredores, a vibe... Completo os 15 km's uns 14' mais rápido do que fiz na São Silvestre três meses antes. Show! 16-21 km: Faço as contas e concluo que o sub-2h, no momento, é difícil. Teria que correr 30" mais rápido por km, ou seja, sair de um ritmo confortável de 5'45"/km para 5'15" nos próximos 5 km's finais. Com receio de quebrar, procuro não me arriscar. Sinto algumas dores novas (rs) e sigo concentrado. Ao adentrar na USP (19 km) escolho alguns coelhos para ultrapassar e manter a motivação. Placas regressivas indicavam o final e ao avistar a última placa (200 mts)  penso em sprintar... mas estava tão bom que simplesmente curto o final da prova. Gostei desse negócio de meia-maratona... que venha a Meia do Rio e um sub-2h.

Percurso excelente: 95% plano, arborizado e bem sinalizado. Hidratação impecável. Kit recheado, inclusive com lanche. Organização impecável. Recomendo.


sexta-feira, 13 de março de 2009

26. 24ª Prova General Salgado

Local: Avenida do Povo - Taubaté - SP
Data: 15/03/09 - 9h - 22ºC Nublado
Numeral: 703 - Peso: 79kg

















Resultados: 10 km em 0:49:06 pace 04:55 min/km
Novo Recorde Pessoal Mundial nos 10 km.

Enfim, sub-50 nos 10k. Resultado alcançado bem antes do previsto, consequência dos treinos regulares no CTA com o treinador Jota Junior (aliás, 5º colocado geral nos 5k), equilíbrio alimentar com perda de 4kg desde o último 10k (Aparecida). Agradeço a todos que me motivaram, principalmente na reta de chegada. E que venha a Meia Maratona Corpore. Quem diria, né!?

1 km: Posicionado com o Berto no meio da muvuca, lamento por não ter ficado + a frente. Largada dada, esquivo da lenta multidão. 2 km: Busco concentração e um ritmo mais cadenciado. 3 km: Fico impressionado com a multidão de corredores, o apoio dos transeuntes e a organização da prova. Pace abaixo de 5'/km. 4 km: Fecho abaixo de 19'30". Forte. 5 km: Amplio a diferença do pace da prova em relação a minha meta (fazer 5'/km). Fico feliz e ao mesmo tempo preocupado em quebrar. 6 km: O dinamismo do percurso, com várias e pequenas subidas e descidas, permite uma boa curtição. 7 km: Super bem fisicamente, empolgado com o percurso e feliz pelo tempo de prova, resolvo segurar um pouco para os km's finais. 8 km: Embalado por um trio elétrico e um técnico que motivava sua corredora, aumento o ritmo, desprezo o último posto hidratação e vou... 9 km: Terminada uma longa subida, olho no relógio e fico animado com um possível sub-50. Penso: ou será nesta prova ou ficarei arrependido por dias. Acelero. 10 km: Faltando uns 400m dou um longo sprint e perto do pórtico muitos amigos gritando e incentivando, passo pelo Berto e o chamo para terminarmos fortes. Ultrapassamos dezenas de atletas e meio desengonçado cruzo a linha de chegada. Enfim, sub-50, tempo líquido 49:06 nos 10k homologado pela CBAt. Show. 

Organização impecável e custo/benefício muito bom. Hidratação ótima: vários postos e gelada. Sinalização e isolamento perfeitos. Kit recheado com medalha e camisetas bacanas. Faltou apenas agilidade na premiação e premiação por categoria. 

sábado, 7 de fevereiro de 2009

25. 1ª Corrida Noturna FlexPé

Local: Braz Cubas- Mogi das Cruzes - SP
Data: 07/02/09 - 19h30min - 25º Temporal
Numeral: 1203 - Peso: 81kg




















Resultado: 4.5 km em 0:21:38 pace 04:48 min/km

Percurso de 5 e 10k e 1ª prova noturna a participar. Me inscrevo com a Leili para os 5k visando bater o Recorde Pessoal Mundial, pois a minha última participação em 5k foi da Unimed/SJC, na realidade 5,6k. Entretanto momentos antes da largada fico sabendo que as distâncias foram, diga-se indevidamente, reduzidas para 4,5 e 9k. Um pouco de conflito com o planejado mas tudo bem. Dada a largada fui para uma experimentação inusitada, fazer fartlek 1'/1' durante toda a prova, com base num treino aplicado no COCTA pelo técnico Jota Jr. Espero que ele me perdoe por ter misturado esquema de treino com o de prova, ainda mais porque o resultado foi acima do esperado. Meu melhor pace até agora. Acompanhem km-by-km:

1 km: Todos a postos pra largada e chuva, muita chuva. Sigo minha estratégia: correr um minuto fraco, outro forte. Pace: 4'20". 2 km: Caia o céu e tudo já estava ensopado, alagado. Pesado, tento fugir das poças d'águas. Tempo de prova: 8'50". O fartlek tá funcionando. 3 km: Contorno e encontro com a Leili do outro lado. O apoio dela foi fundamental e retomo o ritmo. 4 km: Mantenho a estratégia, só que com os minutos fortes menos menos forte (rs). Tempo de prova excelente 19'10". 4.5 km: Adentro numa longa reta e vejo ao final o maior agito, com banda (música: Lanterna dos Afogados), torcida e tudo mais. Abro um longo sprint e viro a esquina para o pórtico de chegada. Finalizo 2 segundos por pace abaixo do planejado. Missão cumprida!

Percurso ótimo, totalmente plano, só prejudicado em alguns trechos pela má iluminação. Isolamento total do percurso e marcação sem problemas. Hidratação normal. Kit pós-prova fraco, só frutas, porém excelente camiseta e medalha. Uma ótima prova!


segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

24. 43ª Bom Jesus dos Perdões

Local: Estrada Cachoeirinha - Bom Jesus dos Perdões - SP
Data: 24/01/2008 - 17h30min - 23º Nublado
Numeral: 308 - Peso: 80kg



Resultado: 7 km em 0:37:47 pace 05:24 min/km

De volta a cidadezinha de BJPerdões, venho agora melhor preparado. Muitos amigos convidados, namorada e caravana Vinac em peso. Só ao chegarmos ficamos sabendo que o percurso mudou e todos foram conduzidos em ônibus (precários e super lotados) até o local da largada, no meio do nada, numa estradinha vicinal, sem água, sem banheiro e ainda com o esgoto margeando. Um desrespeito com todos que reclamavam e queriam sair logo daquele buraco... Enfim, foi dada a largada com mais 30min de atraso: 

1 km: Largada forte. Fico tranquilo e busco um ritmo ideal. 2 km: Mantenho um ritmo constante e forte. Povo local não incentiva e ainda tiram sarro. 3 km: Corro muito bem, parciais abaixo de 5'/km. Fico a espera da água para usar o gel, matar a sede e dar uma respirada. 4 km: Chego no posto de água, mas não tem mais água. Noto raros copos pelo chão e vislumbro dificuldades à vista. 5 km: Sem água e com a boca seca bate um desanimo e chateação. 6 km: Com sede e a respiração prejudicada, sinto exponencialmente dores no baço.  O ritmo cai abruptamente e pela primeira vez em corridas, penso em abandonar. Caminho. 7 km: Outro posto sem água. Uma prova com percurso desafiador e sem água. Um absurdo. Praticamente desisto da prova e na subida final caminho com o número de peito nas mãos. Um carro de apoio entregando água aos corredores desce o morro sentido últimos corredores. Todos muitos chateados. Fiz um singelo protesto no pórtico, mas ninguém tava nem aí. Acho que eu e meus amigos não voltamos mais, infelizmente.

Desorganização total em tudo. Amadores. Aqueles quem tem um pace acima de 5'/km (a maioria), simplesmente ficou sem água. Local da largada precário, sem nenhuma infra-estrutura. Kit premiação fraco, medalha e camiseta sem graça. Enfim, a pior prova que já participei.

domingo, 18 de janeiro de 2009

23. 18º São Silvestre de Jacareí

Local: Bar do Tião Pifa - São Silvestre - Jacareí - SP
Data: 18/01/09 - 17h30min - 25ºC Chuva
Numeral: 001 - Peso: 80kg



















Resultado: 3 km em 0:14:53 pace 04:58 min/km

De última hora pintou uma misteriosa prova em Jacareí. Sem nenhuma referência e com pouca informação, só se sabia que era de 7 km com largada em um bar. Fui apenas com a intenção de fazer um "treino" coletivo. Prova de bairro, praticamente uma reunião de amigos para um treino com premiação de alguns troféus. Mas cadê os corredores? Excetuando-se a nossa turma, somente mais onze canelas finas. Pensei: serei o último. Percurso explicado na última hora pelos veteranos e a informação que a distância seria 4,5 ou 5 km e não de 7 km.

1 km: Poucos e velozes corredores. Largada forte em descida. Difícil acompanhar os ponteiros e pra pior os cardaços desamarram-se. Uma chuva torrencial despenca e praticamente abandonado no confuso percurso, desanimo acompanhado do Berto. 2 km: Num virar a esquerda deparo-me com uma monstruosa subida. Subo andando. e os amigos Vanderléia e Fábio Namiuti encostam. Sigamos juntos. Veem as descidas, usou a gravidade. Percurso confuso, sem marcação... Sigo o atleta da frente. 3 km: Ao virar numa rua, outra descida e percebo que já estamos na rua do bar. Mas já!? Surpreso com o final tão repentino, aproveito o embalo, sprint e a chegada, acreditem, dentro do bar com um beudo gritando os números com concluintes e outro anotando (rs). Muito engraçado. Tenho certeza que os primeiros colocados eram o percurso e a galera foi seguindo (rs). 

Custo zero. Organização esforçada, pessoal do staff gente boa e porém muitas coisas para melhorar. Sem kit, chipagem, número de peito, camiseta, enfim nada, apenas muita força de vontade e alguns trófeus bancados por amigos. Uma prova simplória para amigos, praticamente um treino. Diante de tudo isso deixo a avaliação subjetiva e abstenho de dar uma nota final.